A triste realidade é que estamos de quarentena há cerca de oito meses. Quem um dia iria dizer que nós, brasileiros, tão chegados ao contato físico, teríamos que nos limitar a um aceno contido e distante em alguns metros?

Embora a abertura dos comércios já tenha ocorrido e muitas pessoas precisem voltar para o trabalho presencial, também existem aqueles que ainda estão em casa e sem ter muitas opções do que fazer.

Essa é uma ótima ocasião para maratonar conteúdos audiovisuais, tanto para conhecimento como para lazer. Pensando nisso, aqui vão 5 indicações de filmes LGBT+ para assistir antes de 2020 acabar, afinal, faltam só dois meses.

Desobediência (2017)

O filme de 2017 dirigido por Sebastián Lelio e estreado no Brasil em 2018, conta a história de Ronit, uma moça que precisa retornar para sua cidade natal após a morte do pai, um rabino. Ao chegar à cidade, Ronit reencontra sua melhor amiga de infância, Esti, e seu primo Dovid, e descobre que eles se casaram.

Todos na cidade fazem parte de uma única religião, na qual, de acordo com seus preceitos, as mulheres precisam se casar com um homem, mas com o retorno de Ronit à cidade, as duas retornam a uma paixão proibida explorando os limites da fé e da sexualidade.

Moonlight – Sob a Luz do Luar (2017)

O filme retrata a vida de Chiron contando três momentos: a infância, a adolescência e a vida adulta de um jovem negro que mora em um subúrbio de Miami, nos Estados Unidos. Durante esses períodos, a narrativa mostra a relação do personagem com sua mãe, sua própria sexualidade, sua relação com traficantes, consumo de drogas e tudo o que cerca a sua vida dentro da periferia.
 

Tomboy (2011)

O filme foi escrito e dirigido pela francesa Céline Sciamma, que retrata a vida de Laure (ou Mickael), uma criança de 10 anos que se veste de acordo com o gênero masculino. Após se mudar para um novo condomínio, Laure decide sair do apartamento para conhecer seus vizinhos e faz amizade com Lisa, que a apresenta às outras crianças do condomínio.

Corpo Elétrico (2017)

Elias, assistente de uma confecção de roupas na cidade de São Paulo (SP), mantém pouco contato com a família que mora na Paraíba e, por isso, passa todos os seus dias cozinhando e saindo com homens diferentes. Os fatos começam a se desenrolar com a chegada de um novo funcionário na equipe, Filipe, um imigrante africano que trabalha na linha de produção e começa a organizar festas para ter motivos extras para encontrar o garoto.

Flores Raras (2013)

O filme retrata a vida de Elizabeth Bishop, uma poetisa insegura e tímida que resolve partir para a cidade do Rio de Janeiro e passar uns dias na casa de uma colega da faculdade, Mary, que vive com a arquiteta brasileira Lota de Macedo. Apesar de, a princípio, Elizabeth e Lota não se darem bem, com a convivência acabam se apaixonando uma pela outra.

Outras indicações

Chegamos ao fim da nossa pequena lista de indicações, mas não se preocupe. Essas são apenas algumas indicações dentre centenas de filmes com a temática LGBT+ que podem ser encontrados.

Depois de assistir todos esses filmes, você também pode conferir as indicações diárias que são feitas no perfil do Instagram @cinemalgbt. Não se esqueça de que as suas indicações também são muito bem-vindas! Se tiver alguma, deixe um comentário pra gente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui