Vivemos em um mundo que passou por mudanças em relação ao consumo. Hoje, buscamos produtos, serviços e informações que gerem valor nas nossas vidas. Quando procuramos por algum serviço, queremos ser tratados com respeito e dignidade, independentemente da cor da nossa pele, classe social, orientação sexual ou gênero. 

Ao refletirem sobre todas as dificuldades e situações enfrentadas pelas pessoas da comunidade LGBTI+, Maria Fuentes e Alexandre Simões idealizaram o Pride Bank, primeiro banco digital voltado para esse público. E ele é brasileiro. 

As atividades começaram em 13 de novembro de 2019, com a abertura de contas para convidados. As contas de pessoas físicas e jurídicas começaram a ser abertas para o público em geral no dia 17 de agosto de 2020. 

Para concretizar o seu papel social, foi criado ao mesmo tempo o Instituto Pride, administrado pela Welight, que repassa 5% da renda bruta do banco para as ONGs Casa Arouchianos, Fundo ELAS, Eternamente Sou e Família Stronger. Futuramente, outros 5% vão para fomento da cultura, esportes, educação, promoção de empregabilidade etc. 

O site conta com uma área voltada para denúncias contra crimes de LGBTI+ fobia com telefones, locais de delegacias e portais on-line para que as vítimas ou testemunhas registrem os casos. 

Maria Fuentes nos fala como o Pride pretende impactar a comunidade LGBTI+

“O Pride Bank nasce com a missão de fortalecer e criar unidade dentro da comunidade LGBTI+. Somos uma comunidade riquíssima, pesquisas confirmam que pessoas LGBTI+ consomem o triplo da média nacional e ganham até duas vezes mais. Nós viajamos mais, somos a comunidade que mais investe em cultura e entretenimento e ainda assim somos discriminados. Entendemos que parte do processo de valorização do público LGBTI+ junto à sociedade virá da nossa demonstração de força, e é nesse momento que o Pride Bank entra nessa batalha. Assim como a comunidade judaica e outros grupos que se organizam de forma unida possuem seus bancos, que além de criar unidade, mostram toda a força das suas comunidades, agora nós também temos um banco, e toda vez que um comerciante receber um pagamento com um cartão do Pride Bank, ele pensará duas vezes antes de discriminar, pois saberá que existe toda uma comunidade por trás dela, e boa parte dos seus ganhos pode depender disso.”

Quais transformações o Pride Bank deseja que aconteçam na sociedade em geral?

“Além do que já falamos, sobre valorizar a comunidade, fazendo com que a sociedade nos respeite pela representatividade que temos que, de agora em diante, faremos questão de demonstrar, nossa intenção é devolver boa parte de nossa receita para auxiliar a porcentagem menos favorecida de nossa comunidade. Por isso, estamos investindo em ações esportivas, culturais e de lazer, sempre dentro da comunidade LGBTI+, e ainda estamos destinando 5% de nossa receita bruta para ONGs que cuidam de nossa comunidade e abrigam pessoas LGBTI+ em situação de vulnerabilidade social.” 

Maria Fuentes reforça que “é sempre importante lembrar que o sucesso de todo esse projeto, que traz uma rede de ajuda e proteção para toda a comunidade e agrega valor à nossa gente, conta com a ajuda e apoio de todo o público LGBTI+, pois só assim, unidos, poderemos mostrar a verdadeira força que temos.”

Com a proposta de oferecer serviços financeiros e entender os desafios e necessidades da comunidade LGBTI+, a instituição oferece respeito à história de quem deseja ser prider e não impõe barreiras na hora de registrar o nome social no cartão físico. 

Como plano futuro, Maria diz que “a ideia é em breve criar um marketplace de produtos e serviços específicos para a comunidade LGBTI+, de forma que toda a comunidade poderá se servir de produtos e serviços de parceiros que representem de verdade a comunidade, ou que no mínimo sejam aliades. Dessa forma, criaremos todo um ecossistema de ajuda mútua, em que teremos a opção de consumir apenas de quem realmente nos respeita.”

Conheça melhor: https://www.pridebank.com.br/

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui