No Brasil, cerca de 90% das pessoas trans acabam recorrendo à prostituição por não encontrarem vagas no emprego formal (estimativa feita pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais). Isso acontece porque não existem empresas dispostas a fazer essas contratações, mesmo que o individuo conte com a qualificação profissional desejada.

Ainda não existe uma legislação vigente e específica que inclua essa parte da população no meio corporativo, o que faz com que essa iniciativa tenha que vir por parte das empresas, que em sua maioria, não está disposta.

Preconceito e Transfobia

Além da falta de políticas públicas e da inércia estatal para esse assunto, o fator predominante para que a comunidade transexual não chegue até o mercado de trabalho é o preconceito.

Uma pesquisa realizada pelo Center for Talent Innovation revela que aproximadamente 61% de funcionários LGBTQA+ optam por esconder sua sexualidade dos colegas de trabalho por medo do desemprego.

Além disso, outra pesquisa realizada pela organização Transgender Europe revela que cerca de 800 pessoas foram mortas no Brasil tendo como motivo principal a transfobia, entre 2008 e 2016. Lembrando que o Brasil é a nação que mais mata transexuais no mundo.

Oportunidades

Segundo dados do Projeto Arco-Íris, apenas 0,02% das pessoas trans está na universidade e aproximadamente 70% não chegou a concluir o Ensino Médio.

Além de todas as barreiras que precisam ser quebradas e vencidas, o acesso à educação, fator importantíssimo para que o pobre consiga alcançar seus objetivos, é negado a essa parte da população. Negado, pois não existem políticas de inclusão nas escolas e universidades públicas.

Para a diretora de diversidade da ABRH-Brasil, Jorgete Lemos Leite, “as pessoas do grupo LGBTQA+ não têm facilidade de acesso ao ensino formal e ficam à margem, em casa e na sociedade. Quando elas começam a ter oportunidade de buscar seu trabalho, elas são discriminadas”, afirma em entrevista ao G1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui